A DIETA DO CARBOIDRATO FUNCIONA MELHOR À NOITE?



Muitas pessoas acreditam que cortar o carboidrato da alimentação, principalmente a partir das 18 horas, faz com que elas emagreçam mais rápido. Esse tipo de dieta não passa de um mito. A nutricionista Elaine de Pádua explica que a retirada de carboidrato a noite não possui um embasamento cientifico necessário para ser considerado verdadeiro. 

“Quando se retira o carboidrato, os estoques de glicogênio se esvaziam. A glicose ‘puxa’ água, sem ela o corpo perde líquidos e a pessoa acha que perdeu peso, mas na verdade ela liberou somente água”, diz a especialista. 

Elaine conta também que um *estudo feito com policiais obesos em Israel analisou o efeito do horário de consumo de carboidratos em uma dieta para emagrecimento. Um grupo consumiu grande parte dos carboidratos da dieta à noite e o outro tinha uma dieta equilibrada de dia, a diferença de emagrecimento entre os dois grupos foi quase mínima, o que comprova que o horário da ingestão de carboidratos não influencia na rapidez da dieta.  

A nutricionista esclarece ainda que retirar o carboidrato antes do treino, como fazem muitos atletas, não é uma boa ideia. “Os atletas ficam sem energia para treinar e, além disso restringir o carboidrato a noite, gera compulsão no dia seguinte”.

Existem inúmeras dietas que restringem o uso de carboidratos, mas que não são, necessariamente, baseadas em não comer carboidratos à noite. Uma das mais recentes é a cetogênica, criado pelo Dr. Atkins. “A dieta criada por ele exige uma dita de baixa ingestão de calorias (hipocalórica,) com liberado consumo de lipídios e proteínas, ela é composta por três fases e não faz restrições quanto ao período de ingestão”, comenta a nutricionista. Exemplos de alimentos presentes nessa dieta são: carnes vermelhas, ovos e manteiga. 

* Referência do estudo: Greater Weight Loss and Hormonal Changes After 6 Months Diet With Carbohydrates Eaten Mostly at Dinner.

Sobre Elaine de Pádua 
Nutricionista pós-graduada em Nutrição nas Doenças Crônico-Degenerativas pelo Instituto de Pesquisa e Ensino do Hospital Israelita Albert Einstein. Especialista em Adolescência para equipe multidisciplinar pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. Pós-graduada em Nutrição Funcional pela Universidade Cruzeiro do Sul. Atualmente é mestre pela UNIFESP.  Autora do Livro “O que tem no prato do seu filho?”, Editora Alles Trade. Ministra palestras em diversas empresas como Nestle, Itaú Unibanco, Bovespa, Grupo O Boticário etc.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A vida pede atitude. Movimente-se

Dicas para uma ceia de Natal mais saudável