Secretaria ensina cultivo de ervas para substituir o sal e reduzir o consumo de sódio


Em comemoração ao Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, em 26 de abril, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo ensina a população a cultivar em casa ervas aromáticas que trazem sabor à comida e reduzem a necessidade de utilizar o sal

No Brasil, o consumo médio de sódio é de 7,4 gramas, mais do que o dobro da recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), de dois gramas por dia, quantidade presente em cinco gramas do sal de cozinha. 

No livro digital “Sabores da Horta: do Plantio ao Prato”, que está disponível para download gratuito neste link, a equipe de nutricionistas da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), da Secretaria, orienta a população sobre os principais benefícios de ervas, raízes e pimentas, que podem auxiliar a reduzir o uso do sal. O livro ensina a fazer uma horta com materiais como garrafa pet e caixas e também traz receitas nutritivas e saborosas com os temperos. 

De acordo com a nutricionista da Secretaria que atua no Centro de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Cesans) Milene Massaro, diminuir a ingestão de sódio ajuda a controlar a pressão arterial, em todas as faixas etárias. “Especiarias e ervas aromáticas frescas ajudam a reduzir o uso de sal, realçam o sabor natural dos alimentos ou dão à preparação um novo sabor, além de conferir aroma e cor”, orientou Milene. 

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, destacou a importância de adotar hábitos saudáveis de alimentação. “É nosso dever garantir que alimentos frescos e saudáveis, provenientes da agropecuária paulista, cheguem à mesa das famílias brasileiras. É uma determinação do governador Geraldo Alckmin, que é médico e sabe da importância de uma alimentação saudável na qualidade de vida da população”, disse. 

Veja algumas das propriedades e usos desses ingredientes: 

Alecrim: Contém vitaminas A e do complexo B e minerais como potássio, fósforo e cálcio. É antioxidante; antimicrobiano; facilita a digestão; indicado para combater o cansaço físico e mental e ajuda na circulação sanguínea. Usado para temperar carne suína, batatas, arroz e pães, aromatizante de água do cozimento de massas e azeites. 

Cebolinha: Contém vitaminas A e C, potássio, cálcio e fósforo. Antioxidante, ajuda na digestão e melhora a circulação sanguínea. Use em omeletes, sopas, vinagretes, molhos e alguns pratos preparados com carne ou peixe. 

Coentro: Tem potássio, vitamina C e vitamina A. É antioxidante; tem óleos essenciais que ajudam na digestão; utilizado como antitérmico, analgésico e como auxiliar no tratamento de dores articulares e reumatismo. Tempera saladas, caldos de peixe, frutos do mar, sopas, molhos, massas. 

Gengibre: Contém potássio e vitamina B3, auxilia no tratamento de gripes, resfriados e tosse; reduz dores de cabeça; diminui a congestão nasal e cólicas menstruais; ajuda a tratar enjoos e combater infecções e pode auxiliar no processo de emagrecimento. Ideal para temperar carnes, peixes, sopas, frutos do mar, saladas, aromatizante de água, sucos e chás. 

Hortelã: Contém vitaminas A, B, C e minerais como cálcio, fósforo, ferro e potássio. Age como descongestionante e sua infusão é indicada no tratamento de gripe. Utilizado como tempero para carnes (principalmente carneiro), sopas, saladas, quibe, tabule e outros pratos árabes; aromatizante de bebidas como água, chás e sucos. 

Manjericão: Rico em vitaminas A e C e minerais como cálcio e potássio. É antioxidante; combate vômitos, cólicas intestinais e diarreias; auxilia no alívio de tosse, bronquite, rouquidão, dores de garganta e ajuda na cicatrização de aftas. Use em carnes, peixes, sopas, massas e molhos de tomate e como aromatizante de vinagres. 

Orégano: Contém óleos essenciais, vitamina C, vitamina A, cálcio e potássio. Estimula as funções gástricas e biliares; auxilia no tratamento de dispepsia, enjoos, flatulências e estomatites; é diurético, expectorante e ameniza cólicas menstruais. O tempero pode ser usado em saladas, molhos à base de tomate, pizzas, pratos com queijo, carnes, peixes e massas. 

Salsinha: Contém vitaminas A, B3 e C e bioflavonoides. Apresenta também cálcio e potássio. Alivia os sintomas da bronquite, asma, cólicas menstruais e cistite e auxilia no tratamento de reumatismo. É utilizado em sopas, saladas, peixe, carnes, omeletes e legumes. 

Sálvia: Antioxidante; reduz flatulência e tem ação anti-inflamatória. Apresenta sabor muito forte, por isso, use em pequenas quantidades para tempero de carnes, marinadas, sopas, feijão, molhos de tomate, queijos, batatas e biscoitos. 

Tomilho: Contém vitaminas do complexo B, vitamina C e vitamina A. Tem também minerais como magnésio, cálcio e potássio. É digestivo, anti-inflamatório e expectorante. Use em aves, carne de porco, peixes, molhos, sopas e vegetais. 

Pimentas: São ricas em vitaminas A, C e E, ácido fólico e zinco, além de conter capsaicina, que apresenta propriedades medicinais comprovadas, como cicatrização de feridas, dissolução de coágulos sanguíneos, prevenção da arteriosclerose, controle do colesterol e ação antioxidante. Tempera quase todos os tipos de pratos como carnes, aves, massas, molhos e legumes. Também é usada como aromatizante de chocolates e outras sobremesas ou doces. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas para uma ceia de Natal mais saudável

Qual a melhor forma de substituir o açúcar na dieta