SET - Síndrome do excesso de treinamento



Embora a atividade física seja fundamental para saúde, muitas vezes o esforço físico extenuante pode ser prejudicial. Para ganhar uma medalha, troféu ou competição de alto rendimento, além de muita coragem e força de vontade, o atleta precisa superar desafios. O treinamento diário, em várias modalidades, é rigoroso e demanda horas de dedicação.

Apesar da existência de novas técnicas e tecnologias, em muitos casos, com a intensa rotina de treino, o corpo acaba sentindo a sobrecarga e chega um momento no qual os limites físicos tornam-se adversários do esportista. De acordo com Nabil Ghorayeb, médico especialista em Cardiologia e Medicina do Esporte, da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP), “treinos intensos por longos períodos provocam uma queda da defesa imunológica do organismo, representada pela redução dos glóbulos brancos e dos marcadores da imunidade, os linfócitos chamados CD3, provocando riscos de ocorrência da chamada “síndrome do excesso de treinamento (SET)”.

Embora a doença atinja mais os atletas de alto rendimento, porque eles treinam com mais frequência e o período de repouso é curto, o cardiologista ressalta que ela pode acometer praticantes comuns que não procuram orientações antes de realizarem atividades físicas.
Segundo o médico, a síndrome pode ser prevenida por meio da orientação de especialistas. Ele ressalta que, no caso dos praticantes amadores, é importante perguntar-se qual a razão para passar dos limites.

“Se a prática esportiva for para saúde, é desnecessário passar dos limites. Se o caso é competir, é necessário consultar um profissional que organize o treinamento sem pôr a saúde em risco”.

Ghorayeb ainda ressalta a importância da realização de consultas prévias e acompanhamento com uma equipe médica que poderá traçar o perfil metabólico do esportista iniciante ou profissional, realizando exames de cunho clínico e esportivo para indicar a intensidade, periodicidade e tempo de cada exercício, pois conforme alerta, o início de quaisquer atividades físicas sem monitoramento pode trazer diversos riscos à saúde, principalmente a do coração.

Comentários

  1. Tem que começar, deixar seguir com hábito e se viciar em treinar de forma saudável!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Gosta de abacaxi? Saiba quais são os benefícios da fruta para o organismo

A vida pede atitude. Movimente-se