Instagram

Seguir por Email

segunda-feira, 4 de julho de 2016

O uso dos utensílios plásticos na sua marmita



Complementando a matéria "Levar marmita ao trabalho é opção econômica e saudável",
veja as considerações de Miguel Bahiense, presidente da Plastivida, sobre o uso dos utensílios plásticos na sua marmita.


As embalagens plásticas são atóxicas, inodoras e permitem que os alimentos fiquem frescos por mais tempo, prolongando a vida útil de frutas, verduras, legumes, carnes e também de comidas prontas. Além disso, os plásticos usados em embalagens para alimentos e utensílios de cozinha já são regulamentados por órgãos competentes como ANVISA, o que comprova sua segurança.


Bisfenol-A (BPA) não está presentes em todos os tipos de plásticos. Não existe qualquer relação entre substâncias tóxicas e os diversos produtos fabricados com plásticos usados em embalagens de alimentos, utensílios de cozinha, pratos, talheres plásticos, copos, garrafas, potes de freezer e micro-ondas (“tupperwares” e similares), entre outros.


Existem inúmeros estudos científicos que esclarecem que o BPA é uma substância segura. A Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (European Food Safety Authority – EFSA) publicou em janeiro de 2015 o estudo científico mais recente sobre os riscos à saúde humana decorrentes da exposição ao BPA afirmando que, nos níveis atuais de exposição, o BPA não apresenta riscos à saúde humana para grupos de diferentes faixas etárias, incluindo recém-nascidos, crianças e adolescentes. Além disso, salienta-se que em 2012 o FDA (U.S. Food and Drug Administration) rejeitou a solicitação de ambientalistas para proibir o uso de BPA em embalagens alimentícias.
 
Além de estudos de entidades nacionais e internacionais, a indústria, como parte do seu compromisso, também investe em pesquisas e estudos sobre os plásticos, seus componentes e os possíveis riscos que eles podem causar à saúde humana. No Brasil, a mesma preocupação de garantir produtos seguros aos consumidores se dá por meio de regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que aprova o uso dos plásticos para diversas aplicações, inclusive na medicina e na culinária. Esse processo se repete em diversos países.
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário