Levar marmita ao trabalho é opção econômica e saudável


Nutricionista ensina as melhores combinações de alimentos, forma de preparo e armazenamento adequado
Uma recente pesquisa realizada em todo país pela Assert (Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador), mostra que um almoço nos restaurantes brasileiros hoje, custa, em média, R$30,48 valor alto para quem precisa almoçar fora todos os dias. Por isso, cada vez mais trabalhadores têm optado por preparar e levar, diariamente, sua própria refeição. Além da economia, ao cozinhar em casa, é possível escolher ingredientes mais saudáveis e não cair nas tentações dos alimentos gordurosos e doces servidos em restaurantes.
A nutricionista funcional Regina Moraes Teixeira explica que os estabelecimentos costumam utilizar excesso de gorduras, conservantes, sal e açúcar no preparo dos alimentos, fatores que são problemas para quem é diabético, hipertenso ou simplesmente precisa controlar o peso. “A mesa de sobremesas é outro atrativo que acaba tornando a refeição mais calórica. Outra questão é a higiene, quando o alimento é cru, por exemplo, pois não sabemos como os cozinheiros manipulam os ingredientes. Quando preparamos nossa própria marmita, escolhemos melhor o que vamos ingerir e limitamos a dosagem de cada tipo de nutriente com maior facilidade”, afirma a especialista que ensina como compor uma marmita saudável seguindo recomendações de higiene:
Primeiramente, é preciso adquirir uma sacola térmica com recipiente para acrescentar pedras de gelo. Hoje em dia existem várias opções no mercado. Dessa forma, você manterá a temperatura do alimento e, assim que chegar ao trabalho, é recomendado retirar a marmita da sacola e colocar imediatamente na geladeira. Isso evitará que a refeição estrague.
  • Cozinhe de preferência de um dia para o outro, ou, no máximo, com dois dias de antecedência e deixe a comida na geladeira.

  • A marmita deve sempre conter uma quantidade de cada grupo alimentar, como proteína, carboidrato, leguminosas, legumes e verduras.

  • Lave as saladas e coloque-as em um recipiente à parte. Se for utilizar algum tipo de molho, só acrescente-o no momento do consumo. Opte por temperos naturais, como orégano, salsinha, cebolinha e azeite extra virgem.

  • Alguns alimentos não são uma boa escolha, como é o caso de molhos à base de leite, pois eles estragam facilmente. As frituras não ficam boas quando esquentadas, o que facilita para quem está gerenciando o peso, pois, dessa forma, evita que se ingira no dia a dia.

  • Se for levar macarrão, não o cozinhe muito, deixe-o al dente e coloque bastante molho, pois quando aquecer ele terminará de cozinhar e não ficará com consistência mole.
  • Não encha exageradamente o recipiente. Tenha sempre em mente que você deve colocar a quantidade que colocaria se estivesse com o prato na mão, caso contrário, você pode se acostumar a comer a mais do que o normal.

  • O melhor recipiente, para utilizarmos é o vidro, pois pode tanto ir ao forno como para o micro-ondas, na opinião da nutricionista. Veja considerações a respeito dos recipíentes de plástico.

  • E no momento do consumo, esquente a refeição no próprio recipiente de vidro ou transfira o alimento para um prato.
Sugestão de marmita saudável:
Salada (pelo menos 2 tipos de folhas verdes)
3 colheres de legumes variados refogados
3 colheres de arroz integral
1 concha de feijão
1 filé de frango com molho de ervas
2 frutas de sua escolha para a sobremesa
E não se esqueça de tomar muito líquido durante o dia. A hidratação é essencial para que todo o nosso metabolismo funcione corretamente.

Quer comprar uma bolsa térmica cheia de estilo e funcionalidade? Clique aqui


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gosta de abacaxi? Saiba quais são os benefícios da fruta para o organismo

A vida pede atitude. Movimente-se