Obesidade Infantil: os hábitos que previnem


Dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde demonstram necessidade de mudança nos hábitos alimentares na infância
Apesar da preocupação maior com o peso ser mais frequente entre as mulheres, um dado tem preocupado as autoridades de saúde; é o crescimento dos índices de obesidade infantil. De acordo com dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), na última segunda-feira (25/01), a obesidade em crianças menores de cinco anos atingiu taxas preocupantes em países em desenvolvimento.

Com base no relatório da OMS, pelo menos 41 milhões de crianças com menos de cinco anos são obesas ou estão acima do peso no mundo. No Brasil, a tendência também preocupa, com um terço das crianças  acima do peso ou obesas.  Segundo o médico e pesquisador da área da nutrição, Dr. Patrick Rocha, a falta de uma orientação e educação alimentar é um dos grandes problemas. E com isso, as crianças estariam comendo pior, cada vez mais sedentárias e adoecendo com mais frequência.

Para ajudar e orientar pais e educadores na escolha de uma alimentação mais equilibrada para os pequenos, Dr. Patrick Rocha selecionou seis alimentos fundamentais que podem  ocupar o lugar dos pães, salgadinhos e biscoitos, nos hábitos diários e colaborarem com o bom desenvolvimento das crianças:

1) Ovos
Depois do leite materno, esse é um dos alimentos mais saudáveeis e completos que existe. Prefira os ovos caipiras que são mais nutritivos e saborosos.

2) Abacate
É uma fruta excelente para crianças. É rica em vitaminas e gorduras saudáveis.

3) Coalhada ou Iogurte Natural Integral com Frutas
Vai ajudar e desenvolver uma flora intestinal saudável, melhorando a absorção de nutrientes e prevenindo o sobrepeso e a obesidade infantil. Se for adoçado, o indicado é consumir com stévia ou batido com alguma fruta doce como banana ou mamão.

4) Coco
Nas suas variadas formas, o coco seja a água de coco, a polpa, o coco ralado (não adoçado) ou o óleo de coco é um alimento muito benéfico para a saúde infantil. Rico em gorduras saudáveis ele ajuda a combater até infecções (gripes, verminoses, bactérias), sendo um alimento funcional excelente.

5) Peixes
De preferência frescos e criados naturalmente (mar ou rio), os peixes são ricos em proteínas e gorduras saudáveis e também são ricos em ômega 3, fundamental para a saúde do cérebro da criança, melhorando seu crescimento e desenvolvimento.

6) Hortaliças e Legumes
São ricos em vitaminas e fibras principalmente. Quanto mais variedade nas cores melhor para a saúde da criança. Esses são os principais exemplos: brócolis, couve flor, alface, couve, beterraba, dentre outros.


Saiba mais: O médico Patrick Rocha (CRM-CE 8561) é palestrante, pesquisador e apaixonado por saúde e nutrição. Dr. Rocha é Presidente do Instituto Nacional de Estudos da Obesidade e Doenças Crônicas (INEODOC) e autor dos treinamentos "Emagreça com o Dr Rocha" e "Programa Diabetes Controlada".


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gosta de abacaxi? Saiba quais são os benefícios da fruta para o organismo

A vida pede atitude. Movimente-se