Tudo o que você precisa saber sobre o tratamento que tem como base a mudança da alimentação


As estatísticas relacionadas ao aparecimento do diabetes no mundo inteiro são alarmantes. Conscientizar as pessoas sobre os riscos e complicações da doenças que atingem milhares de pessoas em todo o mundo é essencial. De acordo com a Federação Internacional de Diabetes, atualmente cerca de 400 milhões de pessoas foram diagnosticadas diabéticas. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, já são cerca de 14 milhões de pessoas que convivem com a doença.

Especialista no tratamento de Diabetes e Pesquisador na área da Nutrição, o médico Dr Patrick Rocha tem esclarecido mitos sobre o tratamento em seus treinamentos e consultas, auxiliando pessoas de todo o país a viverem de forma mais saudável e sem medicamentos.

"Os hábitos alimentares podem ser um dos principais aliados na prevenção e controle da doença. Hipócrates já dizia há milhares de anos atrás que precisamos fazer da nossa alimentação o nosso principal remédio. E isso é verdade, os resultados observados comprovam que a alimentação previne e trata diabetes, reduzindo e, em muitos casos, até eliminando a necessidade de medicação", destaca o Dr. Rocha.

A adoção de uma alimentação inteligente, proposta pelo médico Patrick Rocha, tem transformado a vida de milhares de pessoas no Brasil e também de outros países de língua portuguesa, como Portugal e Angola. Somente neste ano, o médico ajudou através de seu Programa "Diabetes Controlada" cerca de 22 mil pessoas.

De acordo com o médico, a desinformação é considerado um dos maiores obstáculos no controle da doença que avança ano após ano em todo o globo. A recomendação de condutas dietéticas e adoção de uma alimentação repleta de produtos dietéticos, lights, processados e derivados do trigo podem ser os maiores sabotadores do tratamento. Segundo o especialista, na grande maioria das vezes, estes alimentos podem piorar a condição do diabético, exigindo o uso de dosagens cada vez mais altas de medicação.

"É preciso conscientizar e orientar as pessoas sobre os riscos do diabetes e como a adoção de uma rotina alimentar inteligente é essencial tanto na prevenção, quanto no tratamento. Com a adoção de uma alimentação saudável e estratégica os efeitos são permanentes e o melhor de tudo, de uma forma totalmente natural" destaca Patrick Rocha. 

Para colaborar com a redução no número de casos, acesso à informação e iniciativas que visem a conscientização são essenciais. Uma das principais questões a considerar ao falar sobre o assunto é que são vários os fatores de estilo de vida que podem aumentar o risco de desenvolver o diabetes, tais como o stress (ansiedade), tabagismo, alcoolismo, sedentarismo, fator genético e um fator que muitas vezes é subestimado, a alimentação, sendo este o mais importante deles.

A educação alimentar transforma, previne e pode até tratar doenças sérias, como é o caso do diabetes e também da obesidade. Quanto mais avançada a idade, mais difícil se torna mudar hábitos alimentares e por isso é tão importante que as crianças, orientadas pelos pais, também comecem a aprender desde cedo a importância de comer alimentos que fazem bem para a saúde. A educação alimentar não se trata de uma orientação para quem deseja perder peso, mas sim, para quem deseja viver uma vida plena e com mais saúde. 

Saiba mais: O médico Patrick Rocha (CRM-CE 8561) é palestrante, pesquisador e apaixonado por saúde e nutrição. Dr. Rocha é Presidente do Instituto Nacional de Estudos da Obesidade e Doenças Crônicas (INEODOC) e autor dos livros "Emagreça com o Dr Rocha" e do treinamento para diabéticos "Programa Diabetes Controlada". 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gosta de abacaxi? Saiba quais são os benefícios da fruta para o organismo

A vida pede atitude. Movimente-se