Hospital das Clínicas atenderá a população na campanha de prevenção do câncer de pele



Consultas serão realizadas, das 9 às 15 horas, no Prédio dos Ambulatórios

No dia 7 de novembro, sábado, os dermatologistas do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP, irão examinar a população para o diagnóstico do Câncer de Pele, doença que acomete milhares de pessoas todos os anos.

Estimativas do INCA – Instituto Nacional do Câncer apontam que mais de 25% de todos os tumores malignos no Brasil são cânceres de pele, porém eles apresentam 90% de chances de cura, quando diagnosticados precocemente, alerta a médica Helena Olegário da Costa, responsável pela campanha no Hospital das Clínicas.

As consultas irão acontecer,  das 9h às 15h, no ambulatório da Clínica Dermatológica, em funcionamento no 5º andar do Prédio dos Ambulatórios do Instituto Central do HC (Av. Enéas de Carvalho Aguiar, 255). Cerca de 50 profissionais serão mobilizados.

O paciente será submetido a uma avaliação criteriosa da pele. Os casos suspeitos serão examinados com dermatoscópio,  aparelho capaz de ampliar em 10 vezes a área lesada, que ajuda no diagnóstico do câncer de pele.

Devem procurar atendimento médico as pessoas que apresentam lesões na pele, tais como: pintas assimétricas, com bordas irregulares, múltiplas cores e diâmetro acima de 5 milímetros, feridas que não cicatrizam, lesões que sangram com facilidade ou que apresentem crescimento rápido.

Segundo a Dra. Helena Olegário, qualquer parte da pele pode ser acometida, inclusive palmas das mãos e plantas dos pés, unhas e couro cabeludo. 


Além das consultas, o público também será orientado sobre a importância de se proteger dos raios solares para prevenção da doença.

Das recomendações, destacamos: evitar exposição excessiva ao sol, no período entre 10h e 16 h (horário de verão), usar filtro solar com fator de proteção adequado e colocar chapéu, boné, óculos e roupas que protejam a pele. As crianças devem receber atenção redobrada.

Existem diversos tipos de câncer de pele, sendo os mais comuns:  carcinoma basocelular,  carcinoma espinocelular e  melanoma.  O carcinoma basocelular é o mais freqüente e o melanoma o mais grave. A radiação ultravioleta é a principal responsável pelo desenvolvimento do câncer de pele.

A iniciativa integra campanha de conscientização e combate à doença, desenvolvida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 dicas de alimentação para 2017

Por que minhas dietas não funcionam?