Dores no nervo ciático apontam outros problemas de saúde


Este desconforto que começa na região lombar pode chegar até os pés, resulta em fraqueza muscular e pode prejudicar a locomoção

O nervo ciático é o principal e mais longo nervo do corpo humano, que vai da lombar até o dedão do pé. Esse nervo é responsável pelas articulações dos membros inferiores, como quadril, joelho e tornozelo, além dos músculos posteriores da coxa e os músculos da perna e pés.

A inflamação desse nervo é um sintoma de algum outro problema, geralmente, de uma hérnia de disco. A citalgia, popularmente conhecida como “dor no ciático”, geralmente é causada por algum problema nas costas, o que causa formigamentos leves no início, podendo causar dores mais fortes, como se fossem agulhadas, os incômodos começam gradualmente tendendo a se agravar com os movimentos.

Segundo o Diretor da Central da Fisioterapia, Rodrigo Peres, o tratamento deve ser baseado nas alterações do movimento e na função lombar, não baseado apenas na questão tecidual da lesão. Mas uma das alternativas para aliviar estas dores é a fisioterapia ortopédica que visa fortalecer os músculos e ajudar a corrigir os problemas de coluna.
“A fisioterapia trata a inflamação e a dor local através de aparelhos e os exercícios de fortalecimento são extremamente importantes, pois estabilizam a coluna e diminuem a sobrecarga” - resume.

Vale ressaltar que os cuidados devem ser tomados desde a infância, pois é nessa época que as crianças costumam carregar, por horas, mochilas pesadas e, aliada à má postura, pode ser o ponto chave para o desenvolvimento da inflamação do nervo ciático que irá se agravar ao longo da vida.

Para evitar esse tipo de dano, o ideal é se alongar, além de praticar exercícios que fortalecem a musculatura interna da coxa, o abdômen e a coluna.  Os exercícios propostos pela fisioterapia ortopédica visam a correção de possíveis problemas de postura e alívio das dores e podem ser realizados manualmente ou com a ajuda de equipamentos.



Sobre Dr. Rodrigo Peres 
Fisioterapeuta com experiência de mais de 14 anos na área, atuou em clínicas, grandes centros de saúde e especializou-se no atendimento home-care. Com pós-graduação em “Intervenção Fisioterapêutica nas doenças neuromusculares” e “Fisiologia e biomecânica da atividade motora com avaliação e reabilitação”; tornou-se empreendedor, lançou o livro “O que Aprendi com a Fisioterapia” (Editora Manole) e atualmente está na Direção da Central da Fisioterapia, a maior empresa de fisioterapia particular do Brasil, coordenando 500 profissionais, espalhados por cinco capitais e que atuam em diferentes áreas da fisioterapia. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gosta de abacaxi? Saiba quais são os benefícios da fruta para o organismo

A vida pede atitude. Movimente-se