Instagram

Seguir por Email

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Exercício não tem idade para começar





Especialistas afirmam que iniciar a prática de exercícios físicos, mesmo após os 60, garante mais saúde e qualidade de vida, além de combater doenças como hipertensão, osteoporose, Alzheimer e problemas cardíacos.

"Exercício não tem hora para começar. É como uma poupança que você faz para ter uma velhice mais saudável", afirma a geriatra do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Rossana Russo Funari.

Os tipos de exercício mais recomendados para quem quer começar a malhação nessa faixa etária são caminhada e musculação de intensidade leve. É possível começar caminhando pelo menos 30 minutos por dia. De início, em qualquer velocidade, mas, após adquirir prática, num passo rápido, como uma marcha. A corrida esportiva não costuma ser recomendada, à exceção daqueles que já praticam a atividade, por causa de seu impacto nas articulações.

Os exercícios de musculação devem ser feitos com menos peso e mais repetições e sempre acompanhados por um instrutor experiente em atender idosos, para evitar lesões nas articulações e na coluna. "É recomendado uma musculação de baixo impacto, porque com o envelhecimento a pessoa perde massa muscular", afirma a geriatra.

A hidroginástica pode ser uma alternativa à musculação de baixo impacto. Porém, é recomendado conciliá-la com outra atividade, para conseguir os benefícios da prevenção contra a osteoporose. "O que previne a osteoporose é a formação e reformulação do osso conseguida na caminhada e na musculação, por exemplo. E a hidroginástica é uma atividade de baixo impacto", explica a médica.

A prática de atividades físicas melhora o desempenho cardiovascular do organismo, contribuindo para manter a pressão arterial sobre controle, além de trazer outros benefícios à saúde. "Alguns estudos mostram que a atividade aeróbica é benéfica a futuros quadros de Alzheimer ao melhorar a circulação sanguínea no cérebro, o que ajuda a proteger o paciente", afirma a especialista.

A geriatra ressalta a importância de que todos os idosos que pretendem iniciar a prática de atividades físicas procurem antes um médico para se certificar de suas condições de saúde e qual o melhor exercício recomendado.

Veja também: 
Corredor de 105 anos entra para o Guinness

Nenhum comentário:

Postar um comentário