Instagram

Seguir por Email

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Dicas essenciais para cuidar do coração

Dia Mundial do Coração. A data serve de alerta para os brasileiros, já que, anualmente, mais de 17 milhões de pessoas são afetadas por doenças cardiovasculares no Brasil, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Um dado preocupante é o número de óbitos causados por problemas no coração: mais de 300 mil por ano. Segundo pesquisa do IBGE, os estados brasileiros que mais possuem pessoas com problemas cardíacos são: Minas Gerais (6,3% da população); Santa Catarina (5,8%); Goiás (5,5%); Rio Grande do Sul (5,3%); Paraná (5,1%) e São Paulo (5%).

 Carlos Eduardo Cassiani Camargo, cardiologista e presidente da Brasil Telemedicina, afirma que os problemas cardíacos podem ser reduzidos com simples hábitos cotidianos, além da realização de exames periódicos de saúde. Com isso, o profissional lista dicas essenciais para cuidar do coração. Confira:

1 - Cigarros: nunca mais!
Além de elevar a pressão arterial, o que também agride os vasos sanguíneos, fumar danifica as artérias do coração. Busque orientação médica e pergunte quais remédios, adesivos de nicotina e tipos de terapia comportamental podem ajudar a combater o vício. Entre outros prejuízos: o risco de câncer e de envelhecimento precoce.

2 – Cuide do peso
Uma pesquisa do IBGE identificou que há mais de 82 milhões de brasileiros acima do peso. A obesidade influência na hipertensão e aumenta o risco de colesterol e diabetes. Uma pequena perda de peso pode diminuir, e muito, os riscos de doenças cardiovasculares.

3 – Pratique exercícios físicos
Com a correria do dia a dia deixamos, muitas vezes, de praticar atividades físicas simples, como uma caminhada. Reserve 30 minutos do seu dia para realizar algum exercício que movimente o corpo. Isso evita, além do sedentarismo, problemas nas articulações e diminui as chances de ter um infarto.

4 – Alimentação regrada
Diminua ou evite o consumo de frituras, alimentos que contenham gordura, como lácteos integrais, gorduras de carnes, a pele do frango, toicinho. Igualmente prejudiciais são todos os embutidos, já que possuem muita gordura. Se possível, elimine o consumo de álcool, uma vez que ele é fatal para potencializar doenças cardiovasculares.

5 – Exames regulares
O histórico familiar somado ao stress, obesidade, uso de cigarros, excesso de bebidas alcoólicas, alimentação rica em gorduras, carboidratos, excesso de sal, açúcar e falta de exercício físico colaboram muito para a ocorrência de doenças cardiovasculares. Caso você se encaixe nessas características, procure um cardiologista para exames que devem ser feitos a cada cinco anos. Em caso de pacientes que já sofreram um infarto, procure a ajuda da tecnologia para evitar reincidência. Atualmente, a telemedicina tem ajudado os profissionais médicos a monitorarem pacientes à distância, enviando laudos para as famílias e diagnósticos completos sobre o estado de saúde do coração.


Nenhum comentário:

Postar um comentário