Como equilibrar sua refeição e garantir o funcionamento do sistema imunológico?


Nutricionista aponta seis nutrientes fundamentais para uma boa dieta e os alimentos onde encontrá-los

A alimentação equilibrada é um dos grandes pilares de uma vida saudável. Afinal, entre outros benefícios, ela garante o pleno funcionamento do sistema imunológico. O que pouca gente sabe é qual a combinação ideal de nutrientes para garantir uma boa alimentação.

A nutricionista Beatriz Botéquio, consultora da ABIMAPI, destaca alguns nutrientes específicos que estão envolvidos diretamente com a saúde do sistema imunológico e em quais alimentos encontrá-los:


1.Proteínas: fundamentais para a formação das moléculas que participam das respostas imunológicas (os anticorpos).

Onde encontrar: entre as fontes de proteína, estão as carnes, cereais e leguminosas, além dos produtos lácteos.


2.Carboidratos: garantem o fornecimento de energia para o corpo, poupando o uso de nutrientes, como as proteínas, que são fundamentais na formação do sistema de defesa.

Onde encontrar: pães, massas, arroz, batatas, entre outros.


3.Ácidos graxos (ômega-6 e ômega-3): são importantíssimos no controle das inflamações, processos que fazem parte da resposta imunológica, que, quando não controladas pelo organismo, podem trazer grandes danos à saúde.

Onde encontrar: peixes em geral (salmão, atum, etc.) e os óleos vegetais.


4.Compostos antioxidantes: a vitamina A é ótima aliada contra infecções. Já a vitamina E, ajuda a preservar os ácidos graxos, componentes essenciais das células. A vitamina C, é um potente antioxidante e auxilia na prevenção de doenças. A deficiência na ingestão desta vitamina está relacionada a um maior risco de infecções.

Onde encontrar: 
Vitamina A -  frutas e vegetais, como a cenoura, a maça, etc.
Vitamina E - grande parte dos cereais e produtos derivados.
Vitamina C - frutas cítricas, como laranja e maracujá.


5.Zinco e Ferro: são minerais essenciais para o fortalecimento da imunidade. A ingestão de quantidade adequada de ferro garante que o oxigênio necessário chegue até as células e estas resistam às doenças, já o zinco é essencial nos processos de cicatrização e crescimento normal dos tecidos.

Onde encontrar: 
Zinco - castanha-do-pará.
Ferro - carne vermelha.


6.Fibras alimentares: podem trabalhar de duas formas: como prebióticos, carboidratos não digeríveis, que afetam beneficamente o intestino, por estimularem a proliferação e/ou atividade de microrganismos no cólon do intestino; ou como potencializadoras dos probióticos microrganismos vivos, que são administrados em doses adequadas e trazem saúde para o indivíduo. Tanto os prebióticos quanto os probióticos melhoram a saúde do intestino e sabe-se que isso favorece a efetividade do sistema imunológico, além de serem ótimas fontes de energia.

Onde encontrar: 
Frutas, vegetais, grãos e produtos integrais, como massas, pães, entre outros.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas para uma ceia de Natal mais saudável

Qual a melhor forma de substituir o açúcar na dieta