Dia Nacional de Combate ao Colesterol (08 de agosto)



Descrição: Popularmente conhecido como o inimigo do coração, já que pode provocar doenças como o infarto do miocárdio, o colesterol é, na verdade, primordial para o bom funcionamento do corpo humano. Componente estrutural das membranas celulares, ele está presente no cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestino e coração. Além disso, é utilizado para a produção de hormônios, vitamina D e ácido biliar, que ajuda na digestão das gorduras.

  Apesar de ser essencial para a saúde, o colesterol – quando está alto – é um fator de risco. Para conscientizar a população sobre a importância das taxas de LDL (mau colesterol) e HDL (bom colesterol) estarem regularizadas, foi instituída a data de 08 de agosto como o Dia Nacional de Combate ao Colesterol. A iniciativa tem se mostrado cada vez mais importante para evitar os problemas de saúde dos brasileiros. 

 Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 40% da população brasileira apresenta colesterol elevado. Vale destacar, ainda, que há, em média, 800 mil mortes por ano no Brasil devido às doenças cardiovasculares, segundo estimativas do Ministério da Saúde.

  O nível de colesterol total ideal é de até 200 mg/dl. O HDL (que ajuda a remover a gordura ruim das paredes das artérias) deve ser maior do que 40 mg/dl e a recomendação do nível de LDL (responsável por gerar a placa de gordura que causa obstrução dos vasos sanguíneos e artérias) é de até 100 mg/dl. Além de acompanhar as taxas de colesterol por meio de exames, é fundamental evitar alguns fatores de risco que ajudam no acúmulo de mau colesterol, como a alimentação inadequada.

Como se prevenir?

 Cerca de 70% do colesterol do nosso corpo é produzido pelo organismo, no fígado, enquanto o restante é decorrente da dieta alimentar. Frituras, carnes processadas (salame, linguiça, salsicha) e alimentos ricos em gordura têm uma quantidade relevante de colesterol e devem ser evitados. 

 Certos alimentos, no entanto, ajudam a reduzir o colesterol: os que contêm substâncias chamadas esteróis vegetais. Eles podem ser encontrados naturalmente em alimentos integrais, alimentos frescos, como o aspargo, óleo vegetal, nozes, linhaça, legumes, entre outros. Além disso, alimentos e bebidas como a margarina, leite e iogurtes são muitas vezes fortificados com estes ativos e ajudam as pessoas a controlarem seus níveis de colesterol e, consequentemente, a manterem a saúde em dia.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 dicas de alimentação para 2017

Por que minhas dietas não funcionam?