Sibutramina x Obesidade

Médicos nutrólogos comemoram decisão de manter medicamentos a base de sibutramina

Após um ano de pesquisas e estudos, Anvisa decidiu manter comercialização

 Os médicos nutrólogos da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) consideram correta e positiva a decisão da Anvisa em manter a comercialização dos medicamentos a base de sibutramina no Brasil. Os emagrecedores continuam aprovados para venda com receita médica controlada. Segundo o Ministério da Saúde, o excesso de peso e a obesidade aumentaram no País nos últimos anos. Em 2006, por exemplo, 47,2% dos homens e 38,5% das mulheres estavam acima do peso, enquanto em 2011 as proporções passaram para 52,6% e 44,7%, respectivamente.

“Isso também é resultado de muito esforço dos médicos nutrólogos brasileiros, que trabalharam para mostrar a necessidade e eficácia desses remédios para tratamento dos casos de obesidade. Essa é uma decisão importante para pacientes que sofrem com a doença”, comenta Dr. Durval Ribas Filho, médico nutrólogo e presidente da entidade.

Em 2011, alguns destes medicamentos foram proibidos para uso no mercado, fato que contrariou a opinião dos especialistas. Desde então, muitos pacientes com a doença ficaram privados de opções de tratamento adequadas. Segundo o doutor, “a obesidade talvez seja hoje o mais grave problema de saúde pública do Brasil. É uma doença e, se há recursos disponíveis para tratá-la, eles devem ser oferecidos ao paciente”.

De agora em diante, os pacientes que tratarem de obesidade e precisarem ser medicados com a sibutramina conseguirão o medicamento com a prescrição devidamente apresentada. “É importante ouvir a opinião dos médicos antes de tomar estas decisões. Sabemos da necessidade dos pacientes e queremos o melhor para eles”, completa Dr. Durval.


Sobre a ABRAN
A ABRAN é uma entidade médica científica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina. Fundada em 1973, dedica-se ao estudo de nutrientes dos alimentos, decisivos na prevenção, no diagnóstico e no tratamento da maior parte das doenças que afetam o ser humano, a maior parte de origem nutricional. Reúne mais de 3.800 médicos nutrólogos associados, que atuam no desenvolvimento e atualização científica em prol do bem estar nutricional, físico, social e mental da população. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gosta de abacaxi? Saiba quais são os benefícios da fruta para o organismo

A vida pede atitude. Movimente-se