Inverno favorece o desenvolvimento de alergias na pele

A baixa humidade do ar e o tempo seco, decorrentes do inverno, são responsáveis por diversas doenças respiratórias e viroses. E, durante essa época, nossa pele também sofre as agressões climáticas. De acordo com a dermatologista Rosanna Nocito, do Hospital e Maternidade São Luiz, pessoas pré-dispostas a quadros alérgicos podem apresentar a chamada “dermatite atópica”, que se agrava quando a pele está mais seca e desidratada.
A hidratação tende a ser o mecanismo mais importante contra o problema, não só por meio de loções e cremes como também com ingestão de líquidos, hábito que, normalmente, deixa de ser praticado nos dias frios. “Os cuidados com alimentação e hidratação são essenciais para os cuidados com a pele no frio. As frutas da estação, como o morango, uva e lichia, possuem antioxidantes que evitam o envelhecimento da pele”, explica a dermatologista.
Outra agressão notável, e das mais importantes, são os banhos quentes. Segundo a Dra. Rosanna Nocito, a água em temperatura mais elevada tira as camadas de proteção da pele, expondo o corpo a dermatites. “Os banhos quentes e demorados são os principais vilões, pois aumentam a oleosidade. O ideal é que a água esteja a uma temperatura de 26°C e que o banho tenha uma duração de cerca de cinco minutos”.
Além disso, a dermatologista indica que o uso de sabonetes fique restrito à área das axilas, genitálias, pés e mãos. O uso de produtos à base de ureia também pode ser uma boa opção devido a suas propriedades bacterianas e antivirais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gosta de abacaxi? Saiba quais são os benefícios da fruta para o organismo

A vida pede atitude. Movimente-se