Nova Lei para os planos de saúde


NOVA LEI OBRIGA COBERTURA PELOS PLANOS DE SAÚDE DO TRATAMENTO DE FERIDA CRÔNICA NO PÉ DE PACIENTES DIABÉTICOS
· 928 pessoas, por ano, na região de Sorocaba, deverão evoluir para o chamado pé diabético;
 · Desde janeiro, a cobertura do tratamento especializado pelos planos de saúde é garantida pela resolução nº 262, da Agência Nacional de Saúde Suplementar.
Dados do Ministério da Saúde indicam que 7,6% da população brasileira têm diabetes. Na região de Sorocaba, esse percentual representa, aproximadamente, 60.000 pessoas, sendo que, destas, 928, por ano, deverão evoluir para o chamado pé diabético.
Este se trata da diminuição acentuada da irrigação de sangue (vascularização) nos pés - ocasionada pela diabetes -, podendo acarretar na abertura de feridas profundas na pele. O não tratamento adequado dessas lesões pode levar à amputação do membro e, em última estância, a uma infecção generalizada, que pode resultar na morte.
No entanto, um alento para todas essas pessoas é que, desde 1º de janeiro deste ano, entrou em vigor a nova lista de procedimentos prevista na Resolução Normativa - RN nº 262, da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), que obriga, entre outras, a cobertura de tratamento especializado para o pé diabético com ferida profunda (ulcerado) por todos os planos de saúde.
Este tratamento especializado chama-se oxigenoterapia hiperbárica, que nada mais é que a respiração de oxigênio pelo paciente a um nível de 100%, dentro de uma câmara especial e pressurizada. Na atmosfera, o ser humano repira oxigênio a uma proporção cinco vezes menor, ou seja, a 21%. O aumento significativo deste percentual e da pressão, 2,5 vezes a atmosférica, fazem com que seja ativada a circulação sanguínea e, com isso, a ferida do pé diabético – que sofre de déficit de vascularização – seja cicatrizada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gosta de abacaxi? Saiba quais são os benefícios da fruta para o organismo

A vida pede atitude. Movimente-se