DIABETES E EXERCÍCIOS FÍSICOS

De acordo com o Ministério de Saúde, o Brasil tem atualmente 7,5 milhões de diabéticos diagnosticados. A prática de exercícios com orientação profissional pode ser bastante benéfica para quem tem diabetes. O personal trainer * Beto Fernandes, especializado em grupos especiais, responde algumas perguntas sobre o tema.

O que é diabetes?
Diabetes Mellitus (DM) é uma doença crônica, caracterizada por uma alteração no metabolismo de carboidratos, resultante de deficiência absoluta ou relativa de insulina, ocasionando um aumento anormal de glicose (açúcar) no sangue.

Quais os tipos de diabetes?
Existem vários tipos de diabetes, porém os mais comuns (ou os mais diagnosticados) são o diabetes tipo 1, quando o pâncreas não produz mais insulina e é necessária aplicação desse hormônio, e o tipo 2, no qual o pâncreas ainda produz insulina, porém ela não consegue agir devido a uma resistência das células à sua ação.

O diabético pode fazer exercícios? Por quê?
Não só pode como deve. Além de promover maior qualidade de vida, o exercício é fator importante do tratamento e até cura do diabetes (no caso, o tipo 2).

Qual o melhor exercício para o diabético?
O treinamento combinado, no qual se mesclam atividades aeróbias e exercícios de força, tem demonstrado melhores resultados para os diabéticos. Há alguns anos, acreditava-se que apenas os exercícios aeróbios seriam indicados. Hoje, porém, sabe-se que os exercícios de força melhoram a sinalização e a ação da insulina.

Quais os benefícios do exercício para o diabético?
O exercício tem vários benefícios para o diabético, como o controle da glicemia, diminuição da dependência à insulina, redução do tecido adiposo (gordura), melhora da ação da insulina, redução das substâncias inflamatórias etc.

Por que a obesidade está relacionada ao aumento do diabetes?
A obesidade provoca um aumento na produção de substâncias inflamatórias, chamadas adipocinas. Estas provocam resistência dos tecidos à ação da insulina, podendo ocasionar o aparecimento do diabetes tipo 2.

Quais cuidados devem ser tomados pelo diabético durante o exercício?
Deve se tomar muito cuidado com relação à glicemia do diabético durante o exercício. O diabético deve sempre estar com seu glicosímetro (aparelho para medir a glicemia). Índice acima de 250 mg/dl não é recomendado, assim como abaixo de 100 mg/dl. O diabético deve sempre carregar uma insulina de ação rápida (para o caso de um aumento exagerado da glicemia) e uma fonte de carboidrato de rápida absorção, como uma bala ou um sachê de carboidrato (caso ocorra uma hipoglicemia). Deve-se evitar a prática de exercícios em ambientes mais quentes, pois ocorre aumento na produção de GH (hormônio do crescimento), que provoca aumento da glicemia. Além disso, o diabético deve utilizar calçados apropriados e confortáveis, por causa dos problemas vasculares que muitas vezes apresentam.

* Personal trainer, especialista em trabalho com grupos especiais, como idosos, diabéticos, cardiopatas e hipertensos. Possui pós-graduação em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina, da Unifesp, e em Exercício Físico Aplicado à Reabilitação Cardíaca e a Grupos Especiais pela Universidade Gama Filho-RJ. Com experiência de 17 anos na área esportiva, Beto já trabalhou em academias como Competition, Pelé Club, Eko Esportes, Fitsport e Corpus.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 dicas de alimentação para 2017

Por que minhas dietas não funcionam?