Tendência à alimentação inadequada é cada vez mais preocupante no Brasil

Considerada um mal dos tempos modernos, a síndrome metabólica, doença associada à alimentação inadequada e ao sedentarismo, agora apresenta uma tendência ainda mais preocupante. No Brasil, crianças e jovens já fazem parte do grupo de risco. A prevenção é a melhor maneira para quem busca a retomada de um estilo de vida saudável.

De acordo com o médico nutrólogo e diretor da ABRAN, Dr. Luiz Roberto Queroz, é necessário um plano alimentar para a redução de peso, acompanhado de uma maratona de exercícios físicos. "Está provado que esta associação provoca a redução significativa da circunferência abdominal e a gordura visceral, e ainda melhora expressivamente a sensibilidade à insulina e diminui a glicemia", afirma.

A síndrome metabólica é uma combinação entre obesidade, hipertensão arterial, diabetes e doenças cardiovasculares. Resultado da interação de fatores como sedentarismo e alimentação inadequada, a doença pode ser detectada em testes clínicos feitos pelo médico, que verifica o aumento da circunferência abdominal, da hipertensão e, também, os resultados de testes como o de glicemia.

Na zona de risco

Segundo o Dr. Durval Ribas Filho, presidente da ABRAN, o prognóstico de quem está na zona de risco não é nada animador. "A obesidade pode levar a uma total diminuição na qualidade de vida, pois a pessoa poderá adquirir diversas doenças crônicas, como diabetes, dislipidemias, hipertensão arterial, entre outras".

Especialistas recomendam cardápio saudável como fator principal para prevenção

  • Permitir a manutenção do controle de calorias e do peso saudável;
  • Diminuir o consumo de calorias sob a forma de gorduras, trocar a ingestão de gorduras saturadas para gorduras insaturadas, diminuir o consumo de gordura trans (hidrogenada). Consumir de duas a três porções de peixe semanalmente;
  • Aumentar o consumo de frutas, hortaliças, leguminosas e cereais integrais;
  • Diminuir a ingestão de açúcar;

· Diminuir a ingestão de sal (sódio).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas para uma ceia de Natal mais saudável

Qual a melhor forma de substituir o açúcar na dieta