AÇÃO EM PROL DA DOAÇÃO DE MEDULA ÓSSEA

Para muitos portadores de doenças do sangue, como leucemia, a única possibilidade de cura está no transplante de medula óssea. Apesar do Brasil ter o terceiro maior banco de medula óssea do mundo, com 1.700.000 doadores - segundo o Ministério da Saúde, 1.200 pessoas aguardam na fila por um transplante. Pensando nisso, a indústria farmacêutica Eli Lilly do Brasil incluiu o cadastramento de medula óssea para a Santa Casa de São Paulo como uma de suas ações pelo Dia Mundial do Servir, iniciativa global de cidadania e solidariedade, que reunirá 20 mil colaboradores, entre funcionários, estagiários, prestadores de serviço e aposentados de 32 países no trabalho social.

Só no Brasil, cerca de 700 pessoas participarão, amanhã, 1º de outubro, do Dia Mundial do Servir, que beneficiará os seguintes locais: Associação de Pais e Amigos de Excepcionais - APAE; Associação de Assistência à Criança Deficiente - AACD; Associação Centro Social Brooklin Paulista; Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer - GRAACC; Casa do Zezinho; Centro Rotário Educacional, Social, Cultural e Recreativo - CRESCER; Hemocentro São Lucas; Santa Casa de São Paulo e Parque Estadual do Jaraguá.

De acordo com a Associação da Medula Óssea - AMEO, mais de 60% dos pacientes que necessitam do transplante não possuem familiares compatíveis e buscam um tecido adequado no banco de doadores do INCA. Cada pessoa pode ter de 100 a um milhão de doadores compatíveis. Entre irmãos de mesmos pais, a chance de compatibilidade aumenta para 25%.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas para uma ceia de Natal mais saudável

Qual a melhor forma de substituir o açúcar na dieta