Instagram

Seguir por Email

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Acupuntura estética trata flacidez, celulite e rejuvenescimento da pele

Divulgação

Técnica se consagra como alternativa para o realce da beleza e tratamentos de pele em grau inicial; conheça benefícios da medicina chinesa

Rugas, acne, gorduras localizadas e flacidez são apenas alguns dos males que também podem ser combatidos através da acupuntura, técnica milenar da Medicina Chinesa. Seja no corpo ou no rosto, os resultados podem ser visualizados com uma sessão quando as alterações são leves, mas em média cinco sessões são necessárias para começar a observar o efeito da acupuntura (casos de alterações moderadas). O reconhecimento da acupuntura como alternativa e complementação a tratamentos alopáticos cresce a cada dia e dados estimam que, a cada ano, 150 médicos graduam-se na especialidade. Engana-se quem pensa que os benefícios da técnica milenar param por aí.

Chamada de acupuntura estética, essa pode tratar qualquer tipo de alteração na pele, desde que em grau leve a moderada, sendo a melhor indicação a prevenção (principalmente para envelhecimento de pele como flacidez e rugas). Celulites, estrias, queloides, olheiras, cicatrizes de acne e melasma estão na lista dos problemas tratáveis e a melhora pode ser visível, em média, em quarto a cinco sessões.

“A acupuntura na estética pode ser uma ferramenta útil, complementar aos tratamentos tradicionais, e tem como vantagem, apesar de ser um procedimento médico invasivo, não introduzir substâncias estranhas ao organismo, tendo como principal efeito adverso o hematoma e contraindicação da eletroacupuntura para quem usa marca passo”, explica a médica acupunturista do Center AO, Dra. Maria Assunta Y. Nakano.

Para problemas de rugas faciais e flacidez, o tratamento se inicia com avaliação dos músculos acometidos por meio de técnicas de sedação e tonificação dos músculos, assim como tonificação da pele para estimular os fibroblastos a produzirem colágeno e a elastina. No caso de gorduras localizadas, a técnica de sedação ajuda a dissolvê-la, e a técnica de tonificação com pontos motores ajuda a promover melhor circulação, assim como tonificação dos músculos e também da derme. Além disso, o tratamento também libera endorfinas, gerando assim a sensação de bem-estar geral.

Para a médica especialista em acupuntura estética do Center AO, Dra. Maria Assunta Yamanaka Nakano, a acupuntura estética pode tratar qualquer tipo de alteração na pele desde que não esteja em graus avançados. “Todos os tratamentos visam, em primeiro lugar, o equilíbrio energético de cada um e posteriormente a atuação localizada de cada uma dessas alterações”, explica.

Entenda a acupuntura estética
Os tratamentos da acupuntura estética são baseados na Medicina Tradicional Chinesa e essa acredita que o ser humano deve ser visto como um todo. Portanto, se busca em primeiro lugar reestabelecer a saúde geral do paciente ao adentrar, inclusive, em questões de qualidade de vida, sedentarismo, obesidade e causas emocionais. Entenda como a acupuntura pode ajudar como tratamento estético complementar:

Acne e Tratamentos de Pele
Existem comprovações que a acne está relacionada com alterações hormonais, principalmente as ligadas ao hormônio masculino e outros andrógenos como os da glândula supra-renal. O excesso de testosterona irá acarretar na erupção acneiforme, assim como os hormônios da supra-renal também. Já na Medicina Chinesa há evidências importantes clínicas e de observação de que a alimentação regrada, evitando alguns tipos de alimentos, melhora muito a erupção acneiforme.

“Na Medicina Chinesa a pele está relacionada ao Da Chang (Intestino Grosso). O canal do Da Chang (Intestino Grosso) se relaciona com o canal do Wei (Estômago) formando o Yang Ming. E tudo começa com a alimentação, portanto, no caso dos tratamentos de pele, a alimentação é importante para resultados eficazes, e explicamos desta maneira a utilização dos pontos deste canal Yang Ming no tratamento principalmente da acne”, explica a Dra. Maria Assunta.

Rugas da Face
Quando o tratamento destina-se às rugas da face, segundo Dr. Maria Assunta, se fala do acometimento de todos os Órgãos Internos da Medicina Chinesa, já que o problema está relacionado com o envelhecimento intrínseco (fatores individuais e internos). Este envelhecimento pode ser agravado por fatores extrínsecos (externos). Tanto no envelhecimento intrínseco ou extrínseco, a tonificação, principalmente do Shen (Rins), é muito importante, pois ele armazena a vitalidade do indivíduo.

Tratamento Corporal
Para tratamentos corporais é necessário utilizar a técnica da tonificação dos pontos motores e sedação de nódulos e gordura localizada. “No caso da tonificação dos pontos motores, o que obtemos é uma melhora da tonicidade da pele e músculo, da circulação energética para a região e firmeza da pele e músculo pela regeneração e rejuvenescimento dessas estruturas trabalhadas”, explica Dra. Maria Assunta.

Embora a acupuntura seja uma técnica milenar, o avanço tecnológico e os novos procedimentos têm trazido bons resultados estéticos para tratamentos como gordura localizada, diminuição de peso e, também, melhora de parâmetros como a hiperglicemia e hipercolesterolemia (taxas elevadas de colesterol) com diminuição da gordura branca abdominal. No entanto, há casos como obesidade que a acupuntura deve ser acompanhada de tratamento dos fatores emocionais envolvidos, com a Técnica de Mobilização do QI Mental. 

Sobre o Center AO
Com a preocupação de inserir a Medicina Chinesa ao meio médico, o professor e presidente fundador da Center AO Dr. Ysao Yamamura iniciou o ensino da Acupuntura para médicos ao fundar a Associação Paulista de Medicina (AMPA) e levar a cadeira para a Escola Paulista de Medicina, em 1992. Atuando há mais de 30 anos no mercado, o Center AO ministra cursos regulares e de curta duração de formação e aperfeiçoamento em Acupuntura, além de abrir portas para a produção científica do meio, através de estudos clínicos e experimentais, teses e monografias em temas relacionados à Medicina Tradicional Chinesa e à Acupuntura integrados à medicina ocidental




Nenhum comentário:

Postar um comentário