Hábitos de vida que podem trazer mais saúde em 2011


Manter uma alimentação saudável, sem exageros, comendo bem, mas com moderação! Ficar longe do cigarro e quantos às bebidas alcoólicas, evitar principalmente os destilados e, com vinho e cerveja, moderação sempre. Evitar também exposição exagerada aos raios solares, começando assim o próximo ano com bem-estar e qualidade de vida



Responsável por mais de 60% da produção científica sobre oncologia em todo o país, com mais de cem artigos publicados nos principais periódicos do mundo sobre tratamento de diversos tipos de câncer , como o de mama, cabeça e pescoço, pulmão e infantil, além de descobertas em Oncogenética - a ciência que estuda e diagnostica tumores antes mesmo que eles apareçam - o Hospital A.C.Camargo relaciona para a população os principais hábitos de vida para prevenção de câncer e exames que auxiliam no diagnóstico precoce.

Os pesquisadores aconselham iniciar 2011 com realização regularmente de caminhadas e atividades físicas, que vão lhe trazer bem estar. Manter uma alimentação saudável, sem exageros, comendo bem, mas com moderação! Ficar longe do cigarro e quantos às às bebidas alcoólicas, evitar principalmente os destilados e, com vinho e cerveja, moderação sempre.

O consumo de bebidas alcoólicas e de carne vermelha está relacionado à doença e deve ser moderado. Elimine de sua alimentação embutidos e defumados, que contêm conservantes e agentes químicos de poder cancerígeno. Confira as principais dicas para diminuição de riscos dos tipos mais comuns de câncer:

Mama - No mais frequente entre os tumores femininos, 90% dos casos podem ser curados quando há diagnóstico precoce. Por isso, o melhor caminho é a realização do exame de mamografia a partir dos 40 anos, com repetição anual. E para quem tem casos na família, como a mãe, tias, avós e irmãs, é fundamental visitar mais cedo o aconselhamento genético, que em conjunto com o mastologista vão apontar as melhores formas de acompanhamento.

Mas você pode fazer muito, também: esforce-se ao máximo fazendo caminhadas e atividades físicas diversas e tenha uma alimentação saudável, sem exageros. Ou seja, coma bem, mas com moderação! E nem precisa dizer que você deve ficar longe do cigarro, certo? Quanto às bebidas alcoólicas, evite principalmente os destilados e, com vinho e cerveja, moderação sempre.

Colo do útero - Este também apavora as mulheres, mas não há motivos para tanto. Isso porque é altamente prevenível com o uso de preservativos nas relações sexuais (já que é causado por um vírus, o HPV) e a visita regular ao ginecologista. Ele vai indicar o papanicolau, um exame simples e coberto por qualquer sistema de saúde. E saiba também que o cigarro e a má higiene genital estão ligados à infecção por HPV.

Intestino - Os tumores de intestino e reto estão entre os cinco mais frequentes em homens e mulheres e pode ser evitado com hábitos saudáveis na alimentação. Quando ocorre, alcança elevados índices de cura se o diagnóstico é precoce - no A.C.Camargo, o índice de cura em fases iniciais é de 95%! Mais comum acima dos 50 anos, a prevenção ocorre com dieta rica em frutas, vegetais, fibras, cálcio e pobre em gorduras animais. O consumo de bebidas alcoólicas e de carne vermelha está relacionado à doença e deve ser moderado. Elimine de sua alimentação o consumo de embutidos e defumados, que contém conservantes e agentes químicos de poder cancerígeno.

Pele - Os tumores de pele são os que mais ocorrem no mundo e também no Brasil, onde cerca de 120 mil homens e mulheres são diagnosticados a cada ano. Apesar de seu alto índice de cura, o diagnóstico precoce é fundamental, pois uma de suas manifestações, o melanoma, é extremamente agressiva e letal. Por isso, sempre que notar o aparecimento ou crescimento de pintas irregulares em seu corpo, não hesite: procure um especialista e, se for o caso, uma equipe experiente e interdisciplinar para o tratamento.

E lembre-se: a exposição ao sol deve ser evitada principalmente entre 10h e 16h. Na praia e caminhadas, não deixe de usar chapéu, guarda-sol, óculos escuros e filtros solares com fator de proteção a partir de 15. E coloque em sua rotina o exame de dermatoscopia digital, fundamental para o rastreamento e diagnóstico seguro.

Pulmão - Com alta incidência entre fumantes (mais de 90% dos homens e mulheres com este tumor são tabagistas), o câncer de pulmão é o que mais faz vítimas no Brasil. Por isso, não tem conversa: abandone o cigarro e passe a fazer exames anuais por meio de radiografia do tórax, que pode ser complementada por tomografia computadorizada, conforme avaliação de seu pneumologista. Só com este acompanhamento você pode se livrar da doença. E esta visita ao especialista vale também para quem não fuma, pois um em cada dez casos não está relacionado ao tabaco. Pratique exercícios regularmente e sinta o bom funcionamento de seu corpo.

Estômago - Mais comum a partir dos 50 anos, o câncer de estômago pode ser evitado com uma dieta e hábitos saudáveis. Vegetais, legumes e frutas cítricas, sempre bem lavados, alimentos ricos em fibras e cuidados com os excessos com bebidas alcoólicas, além do sempre mal vindo cigarro são fundamentais para ficar livre da doença. Não há um idade indicada para realização da primeira endoscopia. O A.C.Camargo aconselha a procura de um médico no caso de persistência de sintomas como azia, má digestão e dor abdominal.

Esôfago - O câncer de esôfago está diretamente associado ao tabagismo e ao alto consumo de bebidas alcoólicas. Há relação de maior incidência também por lesões cáusticas no esôfago, deficiência de ferro e agentes infecciosos. Também contam a existência de casos de câncer na família, por isso procure um oncogeneticista se este é seu caso. Assim como indicado para a boa saúde de seu estômago e intestino, é importante adotar uma dieta rica em frutas e legumes, evitar consumo frequente de bebidas quentes e de alimentos defumados. O refluxo, outro fator de risco para esse câncer e que atinge mais de 20 milhões de brasileiros, precisa ter acompanhamento adequado de um especialista.

Boca - A melhor forma de evitar o câncer de boca é fugir do fumo, seja ele em charutos, cachimbos, cigarros ou folha mascada, e do consumo desenfreado de álcool, sobretudo destilados. Tenha como regra uma higiene bucal adequada e, em caso de próteses dentárias, cuide para que estejam sempre bem ajustadas. E evite o uso de enxaguantes bucais com álcool, que podem provocar irritações na mucosa.

Mais comum a partir dos 40 anos, seu principal sintoma é o aparecimento de feridas na boca que não cicatrizam em uma ou duas semanas, ulcerações superficiais e indolores (podendo sangrar ou não) e manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou na mucosa bucal. Situações mais extremas, como dificuldade para falar, mastigar e engolir, além de emagrecimento acentuado, dor e presença de caroço no pescoço podem ser sinais de câncer de boca. Procure rapidamente um especialista.

Tireóide - O câncer da tireóide é o mais comum da região da cabeça e pescoço e é três vezes mais frequente nas mulheres. Pode ser observado pela presença de nódulo tireoidiano associado à rouquidão ou a gânglios linfáticos aumentados no pescoço. Histórico familiar da doença é importante sinal de alerta.

Retina - O retinoblastoma é um tumor ocular originário das células da retina, sendo que em 90% dos casos acomete crianças de até cinco anos de idade. Pode aparecer em apenas um ou nos dois olhos, por isso é importante estar alerta ao estrabismo e sinais como pupila do olho branca ao invés de vermelha na presença de luz - isso pode ser observado em fotografias com flash. Evidentemente, a presença desses sinais nem sempre é sinal do retinoblastoma. Por isso, consulte um especialista. Histórico familiar de retinoblastoma ou tumor ósseo requer um aconselhamento genético feito por uma equipe especializada.

Leucemia - Tumor mais frequente na infância, sobretudo dos 2 aos 5 anos, a leucemia é altamente curável. No A.C.Camargo, quatro em cada cinco crianças se vêem livre da doença com o tratamento especializado. Não há sintomas claros para seu diagnóstico, mas vale a pena estar alerta a sinais como anemia repentina, fadiga, cansaço, desânimo, dificuldade para andar, sangramentos e febres ocasionais. A avaliação dos sintomas deve sempre ser feita por seu pediatra de confiança.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 dicas de alimentação para 2017

Por que minhas dietas não funcionam?