Instagram

Seguir por Email

segunda-feira, 9 de maio de 2016

ranking dos 10 piores hábitos para a sua pele





Você sabe cuidar da sua pele? A maioria das pessoas até se esforça para ter hábitos saudáveis, mas a falta de informação pode esconder armadilhas que prejudicam diariamente a saúde da sua pele. Quer saber quais são elas? A dermatologista Natalia Cymrot, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, fez um ranking dos 10 piores. Confira:

Exposição Solar sem Proteção:
A radiação solar é responsável pelo envelhecimento da pele exposta e não usar protetor solar pode causar o fotoenvelhecimento, manchas, sardas, flacidez, pele áspera e rugas, além do pior de todos: o câncer de pele.

Tabagismo:
O cigarro, com o passar do tempo, pode deixar a pele com o aspecto amarelada e grossa, além de acelerar a perda do colágeno, exacerbando as rugas, principalmente nas áreas próximas à boca. Nas mulheres, o efeito é ainda mais visível, graças à pele mais delicada e fina.

Excesso de açúcar e gordura na dieta:
O açúcar acelera a perda de colágeno na pele, provocando a perda de elasticidade e as indesejáveis rugas. Quando ingerimos alimentos com alto índice glicêmico ou gordurosos fazemos com que o organismo estoque gordura, que estimula a produção de radicais livres. Traduzindo: vai gerar gordura localizada e celulite no seu corpo.

Privação de Sono:
É durante o sono que nosso corpo produz hormônios “rejuvenescedores”, como a melatonina. Este hormônio funciona como um “calmante reparador” natural. A falta de sono provoca estresse e não permite que o organismo descanse. Como resultado você terá uma pele sem viço e pode desenvolver olheiras.

Excesso de esfoliação:
Não adianta encher a pele de produtos abrasivos e esfoliar as células diariamente – troque a frequência para 3 vezes por semana. O excesso pode acabar estimulando a produção de oleosidade e propagar as bactérias, causando ainda mais espinhas. Esfoliação em excesso poderá levar a estados de vermelhidão, inflamação ou até escurecimento da pele, especialmente em pele naturalmente mais secas.

Uso de soluções caseiras:
Um veneno quando se usam misturas caseiras, principalmente com álcool, como para secar bolhas, por exemplo. Além de não ajudar, pode provocar ainda mais inflamação e irritação na pele.

Beber Pouca Água:
A desidratação deixa a pele sem viço e flácida, tende a perder o turgor, levando mais tempo para retornar ao seu aspecto natural. Sendo assim o mais recomendado é consumir pelo menos 2 litros de água por dia, pois beber água favorece a excreção de toxinas e deixa a pele mais hidratada e firme.

Ingestão de Álcool:
O álcool reduz a quantidade de vitamina A, traduzindo-se na perda de flexibilidade da pele, causando rugas e descamação, entre outras.

Poluição:
A absorção pela pele de gases nocivos encontrados no ar aumenta as reações de oxidação e formação de radicais livres que agridem a pele. As células da pele são envelhecidas pelo processo natural de oxidação que acontece no organismo, e o excesso de poluição acelera esse processo. É preciso proteger a pele com protetor solar, hidratante e higienização para eliminar as impurezas do dia-a-dia.

Banhos muito quentes:
Embora você se sinta relaxada ao deixar a água quente correr pelo seu corpo durante o banho, isso pode ressecar e irritar sua pele. Crie o hábito de tomar um banho rápido com água morna.


Sobre Dra. Natália Cymrot: Dermatologia Clínica, Cirúrgica, Pediátrica, Laser e Estética.
Formação Médica e Especialização em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia; Mestre em Dermatologia, pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Formação complementar em Dermatologia no Medical College of San Francisco, California / USA, Medical College of Wisconsin, Milwaukee /USA e L´Hôpital Saint-Louis à L´Université Paris VII, Paris/França. Autora de diversos artigos científicos e capítulos de livros na área de Dermatologia. Visite: http://nataliadermatologia.com.br/


Nenhum comentário:

Postar um comentário