SP bate recorde histórico em doação de órgãos

O Estado de São Paulo bateu recorde histórico em doações de órgãos. É o que aponta balanço da Secretaria de Estado da Saúde com base nos dados da Central de Transplantes.

De janeiro a 10 de novembro foram registradas 760 doadores. O número já é superior ao registrado durante o ano passado inteiro, quando houve 705 doações. Na comparação com o mesmo período de 2009 o total de doadores deste ano é 25% maior.

O número de transplantes realizados nos hospitais paulistas de janeiro a 10 de novembro foi de 2.018, dos quais 69 de coração, 89 de pâncreas, 1.238 de rim, 569 de fígado e 53 de pulmão.

No mesmo período de 2009 houve 1.708 transplantes no Estado, dos quais 82 de coração, 108 de pâncreas, 993 de rim, 499 de fígado e 26 de pulmão.

“Trata-se de um dado extremamente relevante, que demonstra, de um lado, a enorme solidariedade dos paulistas, e de outro o sucesso do trabalho realizado nos hospitais para identificar e rapidamente notificar potenciais doadores”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Nilson Ferraz Paschoa.

Desde 2009 a Secretaria mantém coordenadores intra-hospitalares de doação e transplante em 22 hospitais da rede estadual paulista. Esses profissionais têm como função identificar pacientes que possam ser potenciais doadores e acompanhar o processo de realização de exames para viabilizar a doação.

A Secretaria orienta àqueles que desejam ser doadores de órgãos para que deixem essa intenção clara aos seus familiares, pois somente a família pode autorizar ou não a retirada de órgãos para transplante.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

5 dicas de alimentação para 2017

Por que minhas dietas não funcionam?